O que morreu mas não deitou?

Este projeto, realizado nas dependências do Arquivo Histórico Municipal de São Paulo, pesquisava treinamentos pré-expressivos para o ator, dramaturgia narrativa e técnicas corporais como yoga e Alexander. Subsidiado pela Lei de Fomento ao Teatro do Município de São Paulo, foi coordenado por Francisco Medeiros, com os atores Bel Kowarick, Marcos Damigo, Plinio Soares, Rodrigo Bolzan e Tania Ripardo, e contou com cerca de quinze estagiários, além de inúmeros convidados, que davam palestras sobre os temas propostos, como Marcelo Tas, Aimar Labaki, Gianni Ratto, e outros.

Além de atuar, Marcos coordenava a área de dramaturgia, inserindo intervenções nos textos escolhidos pelos atores a a partir do próprio material que surgia nos exercícios. Além disso, ministrava práticas de yoga e conduzia o estudo de como essas práticas se relacionam com o trabalho do ator em cena.

O trabalho, que teve o resultado mostrado no formato de cinco exercícios solos, foi indicado ao prêmio Shell na categoria especial. O exercício de Marcos foi baseado em um conto de Hilda Hilst chamado Com Os Meus Olhos De Cão.