A Forma das Coisas

No espetáculo A Forma das Coisas, Marcos Damigo foi diretor de movimento.

Com texto de Neil Labute e direção de Guilherme Leme, a peça lança um olhar crítico sobre os limites da arte e da criação, por meio da história da arrojada Evelyn e do tímido Adam. Enquanto ela está prestes a concluir seu mestrado, ele é um rapaz introspectivo, que trabalha como guarda do Museu da Universidade. Os dois iniciam um relacionamento e Adam, pouco a pouco, transforma o seu jeito de ser para moldar-se aos gostos e desejos de Evelyn. No dia da defesa da tese de mestrado de Evelyn, Adam é surpreendido por uma revelação que muda os rumos de sua vida.

texto: Neil Labute
tradução: Marcos Ribas de Faria
adaptação e direção: Guilherme Leme
co-direção: Pedro Neschiling
assist. direção: Paula Campos
elenco:
André Cursino
Carol Portes
Karla Dalvi
Pedro Osório
cenário: Aurora dos Campos
cenotécnico: André Salles
iluminação: Maneco Quinderé
iluminadores assistentes:Felicio Mafra e Orlando Schaider
figurinos: Sonia Soares e Tatiana Brescia
assist.de figurinos: Vini Kiss
trilha sonora: Marcello H.
direção de movimento: Marcos Damigo
progjeto gráfico: Hallan Moulin
visagismo: Marcelo Mello
divulgação: João Pontes e Stella Stephany
produção executiva: Lidyani Marques
direção de produção: Gilberto Hobeika
idealização: Carol Portes e Pedro Osório
realização: SESC RIO